Energias renováveis: motivos para investir nelas